Buddhachannel

Textes fondamentaux

Dernier ajout : 23 novembre 2016.

Shantideva - Bodhisattvacharyavatara VI: A Paciência (Versos 31-71)

"Mas", diriam, "a resistência à raiva também não é possível; quem resistiria e a quê?" Mas não, é claro que é possível! Uma vez que há encadeamento de causas, há a possibilidade de abolir a dor.

Todas as versões deste artigo :

Shantideva - Bodhisattvacharyavatara VI: A Paciência (Versos 1-30)

A mente nunca goza a paz, a alegria e o bem-estar, nem vive equilibrada ou dorme tranqüila, enquanto tiver a fechadura da raiva cravada na mente.

Todas as versões deste artigo :

Shantideva - Bodhisattvacharyavatara V: Guardar a Vigilância (Versos 71-109)

E que não deixe cair uma cadeira ou qualquer outro objeto brusca e ruidosamente, nem bata com as portas; que se sinta bem cultivando sempre a humildade.

Todas as versões deste artigo :

Shantideva - Bodhisattvacharyavatara V: Guardar a Vigilância (Versos 36-70))

Depois, tendo visto o que se passa à frente e atrás, podemos avançar, recuar ou fazer com conhecimento de causa o que é conveniente face às circunstâncias.

Todas as versões deste artigo :

Shantideva - Bodhisattvacharyavatara V: Guardar a Vigilância (Versos 1-35)

Mesmo os elefantes selvagens na voragem do cio provocam menos desgraças que este elefante, a mente desenfreada, em Avichi e nos outros infernos.

Todas as versões deste artigo :

Shantideva - Bodhisattvacharyavatara IV: Aplicar a Bodhichitta (Versos 25-48)

Há quem exiba as inúteis cicatrizes feitas pelos inimigos. Como posso eu, que me levantei para realizar um alto feito, desanimar perante os sofrimentos?

Todas as versões deste artigo :

Shantideva - Bodhisattvacharyavatara IV: Aplicar a Bodhichitta (Versos 1-24)

Quanto mais se, tendo proclamado a bom som e do fundo do coração a felicidade suprema, vier a enganar o mundo inteiro. Como poderei encontrar um destino afortunado?

Todas as versões deste artigo :

Shantideva - Bodhisattvacharyavatara III: Adotar a Bodhichitta

Regozijo-me com os pensamentos virtuosos, vastos e profundos como o mar, desaguando na felicidade dos seres, e com os atos que concretizam o bem dos seres.

Todas as versões deste artigo :

Shantideva - Bodhisattvacharyavatara II : A Confissão (Versos 34-65)

Se quando receamos uma simples doença passageira, seguimos sem violar a prescrição do médico, quanto mais quando estamos corroídos pela cobiça e pelas quatrocentas e quatro doenças.

Todas as versões deste artigo :

Shantideva - Bodhisattvacharyavatara II : A Confissão (Versos 1-33)

Não tenho o menor mérito e sou tão pobre que nada mais posso oferecer. Hajam por bem os protetores — sempre pensando no bem dos outros —, graças aos deus poderes, receber estas oferendas para o meu bem!

Todas as versões deste artigo :

0 | 10 | 20 | 30 | 40 | 50 | 60 | 70