Buddhachannel

Dans la même rubrique

18 juillet 2016, par Stefania Mitrofan

Mahajanaka Jataka

18 July 2016

Mahajanaka Jataka










Instagram





Rubricas

Como Atingir o Samadhi : Controle do corpo

terça-feira 27 de Julho de 2010, por Nanny Obame

Langues :


Controle do corpo

Os sete aspectos do Buda Vairochana sentado são um fundamento básico para a medição budista. Discutiremos estes sete aspectos abaixo.


1. A posição de lótus. Falando de modo geral, a posição de lótus é a melhor posição para a meditação sentada. A posição de lótus completo é uma posição de pernas cruzadas em que o pé descansa sobre o topo das coxas, bem acima dos joelhos. A posição de meio-lótus é uma posição de pernas cruzadas em que apenas um pé descansa no topo de uma coxa, enquanto o outro pé descansa abaixo da outra coxa. A posição de lótus completo é considerada a melhor posição para a meditação porque estabiliza o corpo muito efetivamente. Se esta posição for desconfortável, a posição de meio-lótus deve ser usada. Se esta posição também for desconfortável, não há problema em meditar sentado sobre uma cadeira ou sobre um banquinho baixo designado para meditação. A coisa mais importante sobre qualquer posição que escolha é que suas costas estejam eretas e que não toquem qualquer coisa.


As fontes chinesas geralmente reconhecem dois tipos de posição de lótus completo. A posição em que o pé esquerdo é colocado sobre a coxa direita e então o pé direito é colocado sobre a coxa esquerda é usada para obter bênçãos e é chamada a "posição auspiciosa". Quando a ordem de colocação dos pés sobre as coxas é invertida, a posição é usada para subjugar demônios e é chamada a "posição de subjugar demônios".



2. Posição das mãos. Uma vez que uma posição sentada seja adotada, as mãos devem descansar confortavelmente no colo, com as costas de uma mão descansando sobre a palma da outra. As pontas dos polegares devem tocar levemente uma à outra. Esta posição é muito boa para a circulação de energias dentro do sistema é chamada mudra do dharmadhatu.


3. Posição das costas. Já que a espinha é o principal centro nervoso do corpo, onde as energias das extremidades se juntam, é importante que a espinha esteja ereta enquanto se medita. As pessoas que têm costas fracas ou que não estão acostumadas a se sentar sem qualquer suporte podem precisar de algum tempo para se acostumarem a se sentar deste modo. A maioria das pessoas é capaz de se sentar corretamente sem muita prática. A espinha deve estar ereta na meditação, mas não deve estar rígida, dura ou ereta de forma desnatural. Acima de tudo, devemos nos sentir relaxados e confortáveis em nossa posição de meditação. Antes de tudo, devemos desfrutar o ato físico de se sentar para meditar.


4. Posição dos ombros e do tórax. Os ombros devem ser mantidos confortavelmente para atrás, em uma posição que permita que o tórax relaxe para que a respiração possa fluir suavemente.


5. Posição do pescoço e da cabeça. Tanto a cabeça quanto o pescoço devem ser mantidos eretos. Se a cabeça se inclinar muito para frente, a circulação através do pescoço não será a melhor. Se vistas de lado, as orelhas devem estar alinhadas diretamente acima com os ombros. Esta posição permite que a respiração viaje suavemente através do nariz até os pulmões e fornece uma circulação excelente através do abdômen e da cavidade torácica. Alguma atenção deve ser dada aos músculos atrás do pescoço. Se estes músculos estiverem relaxados e bem alinhados, as costas inteiras geralmente cairão na posição natural muito facilmente.


6. Posição da boca. A mandíbula e os lábios devem estar levemente fechados. A ponta da língua deve estar gentilmente atrás dos dentes frontais superiores.


7. Os olhos. Os meditadores iniciantes geralmente praticarão melhor se manterem seus olhos levemente abertos e olharem fixamente para algo a meio ou um metro à frente. Isto ajudará a impedir a sonolência.


Estes sete pontos são básicos para nossa postura física enquanto estivermos meditando. Abaixo mencionarei mais oito pontos que também são importantes para atingir uma posição de meditação confortável e efetiva.


1. Paz. Nosso assento e nossa sala em que meditamos devem estar arrumados de um modo que seja condutivo a sentimentos de paz e conforto.


2. Não estar constringido. Roupas apertadas, cintos, relógios, óculos, jóias ou qualquer outra peça que constrinja a circulação devem ser soltos ou removidos antes de meditar.


3. O assento. Se estivermos usando a posição de lótus ou meio-lótus, devemos nos sentar sobre uma almofada confortável que não deslize ao redor nem mude facilmente a sua forma. Uma boa almofada deve ser grande o suficiente para suportar as pernas e os joelhos, e deve ter cerca de quatro dedos de grossura.


Se esta posição não for confortável, um banquinho baixo designado para meditação pode ser usado, assim como a ponta de uma cadeira ou a ponta de uma cama dura. A postura é importante na meditação. Porém, como os corpos e os hábitos das pessoas variam muito, é impossível estabelecer apenas uma ou duas regras para sentar. Novamente, o conforto e uma espinha ereta que não toque qualquer coisa são básicos para todas as boas posições de meditação.



4. Cobrir os joelhos. Já que a nossa circulação diminui durante a meditação, é importante que os seus joelhos sejam mantidos quentes. Se o tempo estiver frio, eles devem ser cobertos com um pequeno cobertor ou pano.


5. Purificar a respiração. Repita a seguinte ação três vezes: inale através do nariz e exale através da boca. Enquanto exalar, imagine que está exalando as toxinas e máculas do seu sistema. Tanto as suas inalações quanto as exalações devem ser lentas e atentas. Se não se sentir relaxado depois de fazer este exercício, repita-o.


6. Vire seu corpo algumas vezes em ambas as direções e então se sente quietamente, sem se mover mais. Se a sua posição não parecer correta, vire-se novamente e se sente quietamente de novo. É muito importante se sentar enquanto estiver meditando. Movimentos ocasionais podem ser tolerados, mas todo meditador deve se esforçar para atingir longos períodos de tempo durante os quais não haja qualquer movimento do corpo.


7. A face. Assim como todas as outras partes do corpo, a face deve estar relaxada. Um sorriso bem leve, se isto for natural, é uma boa expressão facial para meditar. A própria face não deve ser rígida ou severa.


8. As costas não devem se apoiar em qualquer coisa. Durante a meditação, as energias dentro do sistema naturalmente começarão a retroceder na espinha e então subirão dentro dela. Se as costas estiverem apoiadas em alguma coisa, este fluxo natural será bloqueado.


As três coisas mais básicas a se lembrar sobre sua posição de meditação são o conforto, a imobilidade e uma espinha ereta que não esteja apoiada em qualquer coisa. A meditação deve ser agradável e assim devemos nos fazer o tão confortáveis quanto possível. A imobilidade durante a meditação ajuda-nos a arrear e elevar todas as energias presentes em nosso sistema. Uma espinha ereta, que não esteja apoiada em qualquer coisa. cria o canal para essas energias subirem em direção aos centros superiores.


Fonte : http://hsingyun.dharmanet.com.br

Fórum requer assinatura

Para participar nesse fórum, deve estar previamente registado. Por favor indique a seguir o identificador pessoal que lhe foi fornecido. Se não está registado, deve inscrever-se.

Ligaçãoinscrever-sepalavra - passe esquecida ?