Buddhachannel

Dans la même rubrique

29 juin 2016

Le Sûtra du Diamant

29 de junio de 2016, por Buddhachannel España

El Sutra del Diamante










Instagram





Rubricas

Dhammapada XXII — O Caminho Para Baixo

domingo 15 de Agosto de 2010, por Buddhachannel Portugal

Langues :

Todas as versões deste artigo : [Deutsch] [English] [Español] [français] [italiano] [Nederlands] [Português] [中文]

DHAMMAPADA



Capítulo Vinte e Dois - O Caminho Para Baixo



306.

Aquele que narra algo que não ocorreu pode ir para um inferno, e também aquele que, tendo feito algo, afirma que não o fez. Os estados pós-morte de ambos são similares. Eles expressarão as más ações de tais pessoas.

307.

Muitos que usam o manto amarelo têm má índole e não possuem auto-controle. Estes homens maldosos nascerão em um inferno devido às suas más ações.

308.

Seria melhor engolir uma bola de ferro em alta temperatura, vermelha e quase no ponto de fusão, do que viver uma vida perversa e descontrolada, comendo os alimentos da comunidade.

309.

Quatro coisas atingem o homem irresponsável que trata de seduzir a esposa de outro. Ele se rebaixa, ele dorme mal, é condenado pelos outros, e vai para um inferno.

310.

Há um demérito e um rebaixamento até uma situação má, devido ao prazer passageiro de um ser temeroso nos braços de outro ser temeroso.

311.

Assim como uma folha do capim kusa − se manejada erradamente − provoca um corte na mão, do mesmo modo também o ascetismo, mal praticado, leva para baixo e para um inferno.

312.

Uma ação que é feita descuidadamente, um voto solene que é rompido, uma obediência hesitante à disciplina − nada disso produz frutos agradáveis.

313.

Se alguma coisa deve ser feita, que o homem a faça sem oscilações. Um asceta sem firmeza espalha cada vez mais longe o lixo das suas paixões.

314.

É melhor não fazer uma má ação; ela causa sofrimento. É melhor fazer uma boa ação; ela não causa sofrimento.

315.

Vigie a si mesmo como uma cidade de fronteira que está bem defendida por dentro e por fora. Não deixe um momento passar em vão, porque aqueles que deixam passar um momento oportuno sofrerão quando estiverem em um inferno.

316.

Aqueles que sentem vergonha quando não há motivo para vergonha, e aqueles que não sentem vergonha quando deveriam sentir vergonha − todos eles entram no caminho para baixo, seguindo falsas doutrinas.

317.

Aqueles que têm medo quando não há motivo para temer, e aqueles que não têm medo quando deveriam temer − todos eles entram no caminho para baixo, seguindo falsas doutrinas.

318.

Aqueles que veem o mal onde não há o mal, e aqueles que não veem nada de mau no que é mau − todos eles entram no caminho para baixo, seguindo falsas doutrinas.

319.

Aqueles que veem o que é mau como mau e o que não é mau como não-mau entram no bom caminho, seguindo a verdadeira doutrina.

Source: www.filosofiaesoterica.com

Fórum requer assinatura

Para participar nesse fórum, deve estar previamente registado. Por favor indique a seguir o identificador pessoal que lhe foi fornecido. Se não está registado, deve inscrever-se.

Ligaçãoinscrever-sepalavra - passe esquecida ?